top of page

VÍDEOS

Cenas e memórias captadas em direto
Arrastão (Edu Lobo e Vinícius de Moraes)

Que dia agradável foi esse! Era em uma praia bem pequena, de comunidade de pescadores artesanais. Gente simples de vida simples. Algumas crianças estavam brincando dentro do barco ao meu lado. Elas não apareceram no vídeo, mas ficaram o tempo todo em silêncio, olhando para mim, durante a gravação. É a força da pureza de nossa música que encanta qualquer geração.  

Garota de Ipanema (Tom Jobim e Vinícius de Moraes)

Às vezes acontece... saio com o violão e o equipamento de gravação e encontro um recanto inusitado, daqueles que parecem que as pessoas ainda não descobriram. Esses cantinhos aconchegantes existem em qualquer cidade, basta andar e observar com calma o que está ao redor. E a liberdade de poder cantar e tocar de maneira simples e intimista em qualquer lugar, "desplugado" e desconectado, é algo que sempre guiou meu trabalho.

Estrela (Gilberto Gil)

Essa canção é tão delicada e tem um clima tão agradável que nem vale a pena tentar explicar... Foi parte da trilha sonora da novela "A Indomada (1997)" o que ajudou a ganhar o coração de milhões de pessoas que a escutavam diariamente. Mais de vinte anos se passaram e ela continua com a mesma delicadeza e suavidade. No momento dessa gravação a chuva caia lá fora, o que aumentou ainda mais o clima de aconchego e proximidade.  

MELHOR

FONES

COM

Sina (Djavan)

Era o auge da pandemia, em uma de minhas saídas para pegar um pouco de ar livre. Pedestres quase não se viam, um carro ou outro passava pelas ruas. Fiz algumas destas voltas, dizia que estava levando o violão para passear. Ficava um tempo ensaiando, olhando o entorno, pensando na vida antes dessa loucura toda, em como estaríamos depois disso. Tenho um grupo de compositores na manga para alegrar qualquer dia: Djavan é um deles! 

Trem das Cores (Caetano Veloso)

A mesma sensação que eu tinha quando era criança e essa música começava a tocar no rádio eu tenho quando a escuto hoje ou quando começo a tocá-la. A MESMA! TODA VEZ! É uma viagem automática, instantânea e mágica a tantas memórias... lembranças de uma época tão simples. Meu repertório tem muito dessa busca, desse resgaste, dessa nostalgia. De reviver e celebrar esses momentos de encantamento.

MELHOR

FONES

COM

Florianópolis (Luiz Henrique)

Descobri Luiz Henrique meio tarde. É um daqueles compositores que acabam perdidos em meio a tantos nomes de peso na música brasileira. O catarinense Luiz canta as belezas de Florianópolis, terra onde nasci e cresci e além dessa identificação imediata veio uma vontade absurda de mergulhar na obra dele. Dito e feito. Montei um show dedicado ao grande Luiz com uma seleção nunca antes reunida em um único espetáculo. Vesti a camisa de divulgar a obra dele e Luiz virou figura constante em minhas apresentações.

bottom of page